terça-feira, 29 de setembro de 2009

Ok, a roupa também conta...


O vestuário é muitas vezes menosprezado e relegado para segundo plano. Obviamente que enquanto a qualidade de uma peça de roupa cresce no máximo de forma linear, já o seu preço cresce de forma exponencial, atingindo valores exorbitantes, o que leva a muitos, eu inclusive, a procurar naquela zona cinzenta o artigo com o melhor compromisso...

Dito isto, apresento aqui a minha última aquisição em termos de vestuário: Calções Assos FI.Uno S5. São os início de gama da marca Assos da geração S5, a mais actual. Como feliz proprietário dos Assos FI.13 da geração anterior, estou muito curioso na comparação de ambos...

Para já apenas a apresentação do produto, que é difícil de bater. Mais tarde uma review frente a uns calções de gama media baixa e gama alta.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Faz a fama, e deita-te na cama...

Rodas. Precisava dumas rodas. Queria algo leve, fiável, e de preferência com preço comedido...
Como decidi comprar umas rodas "à la carte", comecei por escolher os componentes:


Aros: Ztr Olympic. São relativamente leves (350g), relativamente fiáveis e óptimos para serem convertidos a tubeless, pois as suas paredes são mais baixas que o normal, fazendo com que a cinta/parede do pneu fique mais próxima do interior do aro, ajudando não só no enchimento do pneu, como possibilita andar com pressões mais baixas sem que o dobrar do pneu obrigue o pneu a descolar tão facilmente do aro. Outras hipóteses seriam os Ztr race (300g) - mais frágeis e com limítes de peso e pressão muito baixos, frm (330g) - com olhais mas sem estarem tão bem preparados para converter a tubeless...

Raios: Sapim Cx Ray - São dos mais leves, com preço razoável e estética aprumada (espalmados). Outras opções seriam os Dt Revolution - Mais baratos mas não tão estéticos, Dt Aerolites - Semelhantes aos sapim mas mais caros.

Cubos: Tune King Kong - Muito leves (dos mais leves), falanges assimétricas e existem em várias cores... Aqui optei pelos brancos. Poderia ter optado pelos Chris King ISO - Mais pesados e caros, mas com melhor sistema de roda livre e com outra robustez. Dt 240s - Relativamente leves (apenas mais pesados 50g que os tune, estando a diferença principalmente no cubo traseiro), preço razoável quando comprados numa montagem (rodas completas), sistema de roda livre muito fiável e robusto.

As rodas acusaram 1319g na balança, portanto, o esperado. Os problemas começaram a seguir. Após as primeiras voltas a roda traseira começou a fazer barulhos, até que a roda livre/cêpo partiu num passeio, meia dúzia de voltas depois de as receber.


Após uma breve pesquisa reparei que todas as rodas livres em alumínio partiam. Depois de enviadas para garantia e negociada a compra duma roda livre em titânio, eis que tenho as minhas rodas de novo operacionais, prontinhas para venda.

Cêpo em Ti:



Diferença de peso dos cêpos:

Titânio


Alumínio



Um outro aspecto que nunca me agradou neste cubo traseiro foi o facto dos linguetes não entrarem exactamente ao mesmo tempo, isto é, ao rodar a roda muito lentamente, era possível ouvir cada um dos 3 linguetes/dentes a entrar de cada vez, o que de bom nada tem. Numa situação de extremos, se um linguete entrar/morder e os outros não, as forças da pedalada vão estar descompensadas podendo levar a uma rotura prematura do cêpo...

Pelo que pude apurar, esta marca está a ter problemas com estes cubos, que têm a roda livre em alumínio. Mas não é por isso que os retiram do mercado, antes pelo contrário, continuam a vender, mostrando uma falta de respeito e consideração pelo cliente. Por isso, cubos Tune: Não, obrigado.

Fica a seu favor o som da roda livre...


video

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

KMC X10-SL



É uma das correntes mais leves do mercado. Embora seja para 10 velocidades, funciona muito bem numa transmissão de 9 velocidades.

Peso: 240g
Peso com 104 elos: 220g

Vantagens: Peso
Desvantagens: Longevidade, Preço.

Esta corrente durou apenas 700km, o que é muito pouco... Uma shimano HG93 (nível xt) custa 1/3 e dura 2-3X mais... Cada um deve decidir se compensa ou não... Eu fiquei um pouco desiludido com a longevidade...

No eurobike a marca referiu que os novos modelos já apresentam mais longevidade. A comprovar.



sexta-feira, 11 de setembro de 2009

E cá está ela.




Bom, este blog irá ser um local onde irei relatar a minha experiência pessoal com o btt. Quantas vezes não dou comigo possuido com tamanha indecisão acerca da compra deste ou daquele componente? Será que é fiavel, resistente...? Irei fazer asneira.... Outra vez...?

Sendo assim, neste pequeno espaço vou deixar o meu pequeno contributo para tentar tornar mais indeciso ainda aquele que indeciso se encontrava. Aqui irei relatar o motivo das minhas escolhas e o grau de satisfação. E é isto. :)

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

BatasOnWheels

E salta a rolha da garrafa de champanhe, ou melhor, de espumante, que isto da crise não dá para mais... Desde que não saiba a chiclete, já me contento com o dito nectar...